receita para preservar amigos ciranca_eterna_novidade_do_mundo

Adaptação

O processo de adaptação acontece todo início de ano, em especial com os alunos da Educação Infantil. Quando a criança ingressa na escola pela primeira vez, o começo de cada ano letivo traz consigo as surpresas e expectativas dos primeiros dias de aula. Habitualmente, a maioria dos alunos despede-se de suas referências familiares mais próximas em uma ou duas semanas, enquanto outros finalizam o seu processo um pouco depois. A adaptação é vivenciada de acordo com o tempo e o ritmo de cada criança, não possuindo um número de dias predeterminado. É um processo único e deve ser avaliado individualmente.

Ao separar-se de seus pais, a criança aprende a se relacionar com outras, a estabelecer vínculos, a participar de uma dinâmica bastante diversa do espaço privado. No espaço coletivo em que agora se insere, novos desafios se apresentam, como ter que esperar a sua vez, não ter todos os desejos prontamente atendidos, necessitar verbalizar, comunicar, se posicionar.

Alguns procedimentos construídos por nós ao longo de quase 30 anos de experiência em Educação favorecem o acolhimento às crianças e a suas famílias, como:

  • A escala de chegada para o Grupo 2 (recebemos os alunos, paulatinamente);
  • Entrevista com os pais (antes do início das aulas);
  • Permanência dos pais ou responsáveis na Lua Nova enquanto for necessário (sem uma quantidade de dias estipulados previamente);
  • Construção de uma rotina estruturada através de marcos que ajudam a criança compreender o tempo de sua permanência na escola;
  • O momento da despedida e seus combinados.

Sabemos que, mesmo com todos os procedimentos bem definidos, a adaptação sempre se configura como um desafio para todos os envolvidos, pois é preciso ser considerada a singularidade e diversidade das crianças, das famílias e o ritmo de cada um neste processo de transição casa / escola.